Pré-venda a partir de 17/8.
Entregas a partir de 1/9.

 

Nos anos 1970, "a revolta estava em toda parte. Nenhuma relação de dominação escapava: insubmissões na hierarquia dos sexos e dos gêneros, nas ordens coloniais e raciais, de classe e de trabalho, nas famílias, nas universidades, nos quartéis, nas fábricas, nos escritórios e na rua […]”. Essa "crise de governabilidade" preocupava um mundo dos negócios que se viu confrontado por indisciplina trabalhista, mobilizações em prol do meio ambiente e pressões de todo lado para assumir responsabilidade social. Para controlar essa sociedade ingovernável, era urgente despolitizar a empresa. O autor encontra ali as origens do neoliberalismo, que embora se apresente avesso ao Estado, não hesitou em se aliar a formas autoritárias de poder em nome de seus interesses, em uma economia de "livre mercado". O Chile de Pinochet foi um exemplo cabal dessa combinação. 

Escrito do ponto de vista do pensamento econômico e gerencial dominante, “do alto”, combinando referências nobres e vulgares – textos de teóricos, discursos e manuais práticos destinados a administradores – este livro explicita as estratégias dessas "novas artes de governar" que aliam liberalismo a autoritarismo, e que estão, diz Chamayou, ainda ativas. 


 

COLEÇÃO EXPLOSANTE

 

Em um momento no qual revoluções se faziam sentir nos campos da política, das artes, da clínica e da filosofia, André Breton nos lembrava como havia convulsões que tinham a força de fazer desabar nossas categorias e limites, de produzir junções que indicavam novos mundos a habitar: “A beleza convulsiva será erótico-velada, explosante-fixa, mágico-circunstancial ou não existirá”. Tal lembrança nunca perderá sua atualidade.

 

coleção Explosante reúne livros que procuram as convulsões criadoras. Ela trafega em vários campos de saber e experiência, trazendo autores conhecidos e novos, nacionais e estrangeiros, sempre com o horizonte de que Explosante é o verdadeiro nome do nosso tempo de agora.

 

TÍTULOS

Petrogrado, Xangai, Alain Badiou
Chamamento ao povo brasileiro, Carlos Marighella
Alienação e liberdade, Frantz Fanon
A sociedade ingovernável, Grégoire Chamayou
Guerras e capital, Éric Alliez e Maurizio Lazzarato

 

A sociedade ingovernável – Uma genealogia do liberalismo autoritário

SKU
9786586497106
Fora de Estoque

    Tradução

    Letícia Mei

    Préfacio

    Yasmin Afshar
Características

Idioma

 português

Tipo

 brochura

Formato

 13 × 21 cm

Páginas

 416

Peso

 350 g

ISBN

 978-65-86497-10-6
Compre em ebook
Indisponível em ebook.

o que falam desta obra

o que você achou do livro?
escreva seu comentário
Você está avaliando:A sociedade ingovernável – Uma genealogia do liberalismo autoritário
Qual a nota você dá para esse produto?
0/5