“Fazer amor é um ato sem importância, já que se pode repeti-lo indefinidamente” é a frase de abertura deste romance provocador. A narrativa se passa em 1920, dezoito anos à frente da data de publicação, o que ajuda a explicar o subtítulo romance moderno. Irreverente, erótico, repleto de jogos de linguagem e de elementos que o fazem flertar com a ficção científica, o livro relata a saga de um homem capaz de realizar o ato amoroso em escala sobre-humana.

 

Embora tenha importância indiscutível, a sexualidade não é a única questão debatida. A disputa entre um trem capaz de atingir velocidades inimagináveis e uma equipe de ciclistas – cuja energia provém unicamente do inovador Perpetual Motion Food –, bem como a invenção de um dispositivo teoricamente capaz de incutir sentimentos, colocam o amor e a relação entre homem e máquina lado a lado. Por meio do corpo, testam-se limites, sejam eles sexuais ou esportivos, e confundem-se o prazer físico e o desejo de quebrar recordes.

 

A obra de Jarry expõe uma sociedade em que o ser humano se fortalecia pelos avanços da ciência e, ao mesmo tempo, ficava cada vez mais submetido a ela. Em sua busca pelo absoluto, teria o homem, ele próprio, se transformado em máquina? Situando fora de seu tempo uma discussão que, paradoxalmente, encontrava eco nas reflexões da época sobre o amor e o desejo, Jarry compôs um romance cuja atualidade permanece intocada e onde se ouvem ecos do super-homem de Nietzsche. 

 

O Supermacho - romance moderno

SKU
9788592886110
Em Estoque

Calcule seu frete

    Tradução

    Paulo Leminski

    Posfácio

    Annie Le Brun

    Ilustração

    Andrés Sandoval

    Revisão da Tradução

    Maria Emília Bender
Características

Idioma

 português

Tipo

 brochura

Formato

 16,5 × 24 × 1,2 cm

Páginas

 176

Peso

 370 g

ISBN

 978-85-92886-11-0
Compre em ebook

o que falam desta obra

o que você achou do livro?
escreva seu comentário
Você está avaliando:O Supermacho - romance moderno
Qual a nota você dá para esse produto?
0/5