Giorgio Agamben

Nascimento: 1942, Itália

É filósofo e um dos principais intelectuais de sua geração. Sua obra abarca variados campos de saber, como direito, teologia, linguística, antropologia, ciência política, literatura e artes em geral. Agamben considera que a distinção entre as disciplinas não se justifica, sendo um dos esforços de seu trabalho justamente o de demonstrar a implicação necessária entre diferentes áreas de conhecimento. Entre os autores que o influenciaram encontram-se Hannah Arendt, Foucault, Hegel, Heidegger e Benjamin, na área da filosofia, Kafka, Pessoa e Dante Alighieri, na literatura, além de textos religiosos e legais, a exemplo da Torá e do código grego e romano de leis. Sua obra dialoga com a de grandes autores contemporâneos, entre eles Alain Badiou e Jacques Derrida.
Agamben foi professor em diversas universidades da Europa e dos Estados Unidos, onde recusou-se a prosseguir lecionando após a política de segurança implementada com o atentado de 11 de setembro. Foi diretor de filosofia no Collège International de Philosophie de Paris e mais recentemente ministrou aulas de iconologia no Istituto Universitario di Architettura di Venezia (Iuav).

Obras selecionadas:

Estado de exceção (Boitempo, 2005)

Profanações (Boitempo, 2007),

O que resta de Auschwitz (Boitempo, 2008)


Posfácio à edição italiana

O Supermacho - romance moderno

De modo irreverente, erótico e futurista, Jarry relata a saga de um homem capaz de realizar o ato amoroso em escala sobre-humana.

R$ 59,90